O tremor de terra que atingiu alguns bairros de Maceió como Pinheiro, Pitanguinha e Farol, no último sábado, vai ser tema de debate por especialistas da área e a Câmara Municipal de Maceió. Requerimento protocolado pelo vereador Sílvio Camelo (PV) foi aprovado durante a sessão ordinária desta terça-feira (6)na Casa de Mário Guimarães. A audiência acontece às 9h da próxima segunda-feira (12), no Plenário da própria Câmara. As autoridades não registraram feridos, mas algumas famílias do Pinheiro, por exemplo, tiveram que deixar seus apartamentos, porque foram constatadas rachaduras tanto em edifícios quanto no asfalto das ruas.

Segundo Camelo, devem estar presentes à audiência pública engenheiros do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA) e da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), além de técnicos das secretarias do Meio Ambiente do estado e do município de Maceió. Em pronunciamento na Casa, o parlamentar afirmou que é hora de união de todos os segmentos responsáveis para que se discuta o assunto e se ache, se estiver ao alcance das autoridades, uma solução para o problema.

“Não sabemos quais os reais motivos que deram causa aos tremores de terra em Maceió, no último sábado, quando inúmeras pessoas relataram o pânico que viveram dentro de suas casas e apartamentos. Infelizmente, os tremores vieram logo em seguida às fortes chuvas que caíram na nossa capital naquele dia. Por isso, apresentei requerimento aprovado na Casa para que técnicos e autoridades no assunto possam vir aqui, já na próxima segunda-feira, para debatermos suas prováveis causas d e sabermos se há algo que pode ser feito”, declarou o vereador do PV.

ORDEM DO DIA – Além do tema proposto por Sílvio Camelo, os vereadores também aprovaram diversos requerimentos e indicações. Entre eles, alguns da parlamentar Fátima Santiago (PP), que solicita ao Executivo para que promova capacitação de professores da capital por meio do curso de Aperfeiçoamento em Saúde e Prevenção nas Escolas ao uso de álcool, crack e outras drogas. Já a vereadora Tereza Nelma (PSDB) aprovou audiência pública em referência ao Dia Municipal do Albino, segundo a lei n° 6.627/2017.

Davi Davino (PP), teve PL que institui o Brasão da Fiscalização de Postura de Maceió. Por sua vez, o tucano Dudu Ronalsa, solicitou que o Executivo instale cancelas no VLT e aumento da sinalização sonora, na extensão da linha férrea no Poço. A vice-presidente da Câmara, Silvania Barbosa do PRTB, teve requerimento aprovado que solicita substituição de lâmpadas na Praça Nossa Senhora de Fátima, na Avenida Governador Lamenha Filho, no Feitosa.

Parlamentar do PR, o vereador Lobão pediu colocação de redutor de velocidade, faixa de pedestre, sinalização horizontal e vertical, no cruzamento do viaduto da Rua Cleto Campelo com a Avenida Governador Afrânio Lages. Luciano Marinho (Podemos) pede a colocação de refletores nas quadras de esportes do Residencial Maceió I, no bairro Cidade Universitária, assim como Simone Andrade, do DEM, pede a instalação de lombadas na Rua Alzira Aguiar, na Ponta da Terra. Por fim, o peemedebista Silvânio Barbosa pede a inclusão da senhora Marlene Augusto dos Santos, no Programa Minha Casa Minha Vida, da prefeitura, e no aluguel social.