PORTAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE MACEIÓ

07/04/2017

Câmara discute Segurança Pública e violência em Maceió no dia 10

Audiência Pública para debater o assunto é de autoria do vereador Siderlane Mendonça (PEN); secretário Lima Júnior e delegado-geral Paulo Cerqueira foram convidados


Câmara discute Segurança Pública e violência em Maceió no dia 10

Assessoria

A Segurança Pública de Maceió será tema de audiência pública na Câmara Municipal de Maceió, na manhã da próxima segunda-feira (10), a partir das 9h. No encontro, vereadores, representantes da Segurança Pública do estado e associações de militares e policiais civis vão discutir alternativas para o problema da falta de segurança na capital, escala de serviço dos policiais e, ainda, tentar achar saídas para frear a crescente onda de violência registrada em Maceió. O secretário da Segurança Pública do Estado, coronel Lima Júnior, e o delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Cerqueira, foram convidados para o debate na Câmara.

Inciativa do vereador Siderlane Mendonça (PEN), a audiência pública também tem por objetivo reunir propostas para serem apresentadas às autoridades competentes. Conforme o vereador, o requerimento para a audiência pública surgiu após inúmeras denúncias, no Plenário da Casa, a respeito da crescente violência registrada na capital alagoana.

Policial militar reformado, Siderlane Mendonça também afirmou que pretende atuar no encontro como porta-voz do cidadão maceioense e de seus colegas de Segurança Pública. O vereador ainda lembrou o fato que lhe ocorreu, em 2011, após ter sido baleado no exercício da sua função militar.

“Fiquei internado, em observação, numa ala de enfermaria no Hospital Geral do Estado, junto com vários civis e ao lado de dois criminosos, exposto à ação de bandidos que poderiam facilmente tirar a minha vida – a vida de um militar, ferido em serviço. Nós vereadores temos debatido constantemente, no Plenário da Casa, o assunto violência. Infelizmente, ela tem crescido em Maceió e precisamos nos unir para buscar saídas para o problema. Creio que essa audiência pública seja um caminho”, declarou o vereador.

Siderlane Mendonça também revelou que vai cobrar, formalmente, respostas às diversas cartas protocoladas nos órgãos públicos do estado e do município com o objetivo de obter informações e documentos que esclareçam, entre outros pontos, qual o real e o ideal efetivo de agentes nos órgãos da Segurança Pública; número de agentes que se encontram de licença para tratamento de saúde; número de militares assassinados em 2016 e até este momento; número de viaturas utilizadas diariamente em condições de serviço e paralisadas; e, por fim, se há um plano de ação do órgão militar em face dos referidos questionamentos e as respectivas informações.

Convidados - Além do coronel Lima Júnior e do delegado Paulo Cerqueira, foram convidados para a audiência pública da próxima segunda-feira, o secretário de Segurança Comunitária e Convívio Social de Maceió (Semscs), Coronel Ivon Berto; e o comandante Geral da Polícia Militar, Marcos Sampaio Lima.