PORTAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE MACEIÓ

21/06/2017

Câmara entrega comendas e discute políticas para os idosos

Alusiva ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, solenidade também contou com uma palestra sobre o tema 'Envelhecer Bem é um Direito de Todos'


Câmara entrega comendas e discute políticas para os idosos

Proposta pela vereadora Fátima Santiago (PP), a Câmara Municipal de Maceió promoveu na manhã desta quarta-feira (21), a entrega da Comenda Dom Fernando Iório Rodrigues, destinada a personalidades e instituições nacionais e locais, que se destacam em prol dos direitos das pessoas idosas, e da Comenda Deputada Selma Bandeira, conferida a personalidades e instituições que se destacam na defesa das mulheres e da cidadania.

Alusiva ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, comemorado em 15 de junho, a solenidade teve início com a palestra 'Envelhecer Bem é um Direito de Todos', proferida pela advogada Cosmélia Fôlha. Para a palestrante, a prevenção à violência contra idosos é dever de todos. “A responsabilidade pelo envelhecimento digno é partilhada entre sociedade, poder público e família, por isso, a atenção aos idosos é cada vez mais necessária, uma vez que a longevidade da população tem aumentado e é preciso assegurar qualidade de vida, principalmente para esta faixa etária que tanto já fez pelo nosso estado e país”, disse.

Para a parlamentar, a discussão sobre a situação do idoso se faz necessária diante de um quadro que aponta a passagem do Brasil para o status de País de idosos. “Até 2030, mais de 30% da população brasileira será de pessoas com mais de 65 anos, indica o IBGE, e esta é uma situação preocupante, porque isso significa mais gente precisando de assistência médica, mais gente precisando de uma Instituição de Longa Permanência, e, infelizmente, não vemos uma preparação para esta realidade. Esse novo perfil populacional pede ações integradas para garantir o envelhecimento ativo do idoso e fortalecer sua importância na sociedade”, defendeu.

Na solenidade, em reconhecimento aos serviços prestados em benefício dos idosos, a parlamentar homenageou a Irmã Rita Lamanna. Natural de San Giorgio a Cremano, na Itália, há 27 anos, a Irmã reside em Maceió, onde desempenha na Comunidade da paróquia de Nossa Senhora das Dores no bairro do Jacintinho, um trabalho voluntarioso na luta pela defesa dos direitos e da dignidade da pessoa humana, em especial, dos idosos. Já a Comenda Deputada Selma Bandeira, foi conferida ao Senhor Crismédio Neto, pelos relevantes serviços prestados como conselheiro da Secretaria Nacional de Direitos Humanos.

Bastante emocionado, Neto destacou os trabalhos que desenvolve na Pastoral da Pessoa Idosa e no Conselho Municipal de Assistência Social de Maceió, e agradeceu a homenagem concedida pela vereadora. "Dra. Fátima está de parabéns pela iniciativa de realizar este momento de conscientização em relação à pessoa idosa. A velhice não é um problema, mas significa que a pessoa chegou ao ápice do seu desenvolvimento e precisa, como qualquer cidadão, ser respeitada, ter seus direitos garantidos e ter políticas voltadas para sua condição peculiar”, afirmou.

PROCESSO NATUARAL - Em sua fala, Santiago defendeu que a questão dos direitos e garantias aos idosos, é um tema recorrente e fundamental na nossa realidade, embora o envelhecimento seja um processo natural. “O que podemos observar é que muitas vezes, a velhice é vista como sinônimo de doença, de incapacidade física e mental. É lógico que o corpo do idoso é mais frágil e está mais propenso a doenças. Mas a doença não é condição da velhice, pois cada pessoa envelhece de uma maneira diferente - Uns saudáveis, outros não. O envelhecimento deve ser considerado um processo tipicamente individual, existencial e subjetivo, cujas consequências ocorrem de forma diversa em cada sujeito. Cada indivíduo tem um tempo próprio para se sentir velho”, concluiu.

A vereadora Silvânia Barbosa, representantes da Pastoral da Pessoa Idosa e de centros sociais, também participaram do encontro.